fbpx

Novidades

Desenvolvida do desejo de Karol Palhares empreender e deixar sua contribuição no mundo, “Cor de Praia” abre, no mês de novembro, mais uma unidade em São Paulo.

Festival Lipstick leva sua quarta edição para o Nordeste

Travessias dos navios Costa Fascinosa e Costa Pacifica têm embarques de diferentes destinos nacionais e internacionais

Luxo e 40 anos de tradição Biologique Recherch chega ao Raffles Istanbul

Palestrante e autor Arnaldo Neto lança livro sobre a sua metodologia “Vivendo de Propósito”

The First Roma Arte – Onde Art & Design se unem para criar um novo conceito de hospitalidade

5 experiências inusitadas na Jordânia

Fillity arma collab com artista brasileira e lança coleção cápsula artsy

Bagatelle estreia para almoço

As melhores experiências de compras de fim de ano de Chicago

Galeria - Piquenique Le Manjue e Verde Campo

O Café de Paris Monte-Carlo ingressa no programa Mr.Goodfish e se compromete com o consumo sustentável de frutos do mar

Freixenet lança drinks com Cavas em parceria com o mixologista Ale D’Agostino

HEINEKEN®, FAMÍLIA SENNA E F1 DIVULGAM HORÁRIOS DAS ATRAÇÕES QUE COMPOEM O HEINEKEN F1 FESTIVAL - SENNA TRIBUTE, EVENTO DE F1 QUE ACONTECE AMANHÃ NO IBIRAPUERA EM SÃO PAULO

Yule Log do Le Meurice - Uma criação mais leve que a luz por Cédric Grolet

Confira as melhores festas de Réveillons entre Rio e São Paulo

Casa da Montanha Hotel se transforma na Extraordinária Casa de Natal

Bacardí anuncia os 3 finalistas brasileiros do Bacardí Legacy

Aspen Snowmass traz o novo Passapalooza de 13 a 15 de dezembro

Richard Branson palestra no evento Ebulição em novembro

7º FÓRUM LIDE DE ENERGIA & INFRAESTRUTURA DESTACA OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTOS NO PAÍS

Destaques / Negócios / Todos / 24/06/2019

Autoridades e empresários discutem momento de transformação da indústria do petróleo. Brasil tem potencial para produzir 7 milhões de barris em 2030

Por Marcello Garcia

Com a presença de autoridades e empresários, aconteceu na manhã de hoje (14) o 7º FÓRUM LIDE DE ENERGIA & INFRAESTRUTURA, no hotel Palácio Tangará, em São Paulo. O evento organizado pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais destacou oportunidades de investimento no segmento, além das principais tendências do mercado por meio de quatro painéis temáticos: “Infraestrutura e Logística”; “Energia”, “Privatizações” e “Óleo e Gás”.

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou durante o Fórum que a indústria do petróleo vive um momento de transformação no Brasil e no mundo, o qual culminará em resultados impactantes. “Tivemos monopólio de 60 anos da Petrobras e agora a companhia passa por um reposicionamento importante, pois cria novas responsabilidades para o governo. Deixando de investir em refinarias, por exemplo, a empresa abre espaço para outros agentes ocuparem. Estamos substituindo um monopólio por uma indústria”, disse. Segundo o especialista, o Brasil tem potencial para produzir 7 milhões de barris em 2030.

“O petróleo vai perder relevância dentro de 20 ou 30 anos e, como consequência, seu valor cairá”, disse Antônio Guimarães, secretário executivo de E&P do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), em referência ao avanço das energias renováveis. E por essa razão ele acredita que o país deve aproveitar o atual momento, pois o petróleo ainda tem muito para contribuir com o país. “O setor representa entre 50% e 60% de todo o investimento industrial brasileiro”, afirmou.

Antonio Bastos, CEO da Omega Geração, explicou que o setor de energia renovável tem crescido consideravelmente no Brasil. “O preço é muito competitivo”, disse. Por essas razões, Claudia Viegas, diretora de regulação econômica da LCA Consultores, destacou a urgência em acelerar investimentos no setor. “O petróleo é crucial. Precisamos atrair investimento em um curto espaço de tempo”, disse.

Natália Marcassa, secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias do Ministério da Infraestrutura, destacou os principais investimentos da pasta e chamou a atenção para o modal portuário. “Temos três leilões previstos para agosto. Queremos avançar nas concessões de portos.” Para o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Reive Barros, é preciso estimular a geração termoelétrica no país. “O ministro [Bento Albuquerque] lançará a estrutura do novo mercado de gás, estabelecendo condições e conciliando regulações locais e federal. Nossa expectativa é de 13 gigawatts de geração de gás natural para os próximos dez anos”, afirmou.

O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, elencou os principais investimentos em infraestrutura no estado como nas área de rodovias, transportes, portos e aeroportos. “Temos 21 projetos prioritários a serem contratados que somam R$ 41 bilhões”, afirmou. Os participantes do Fórum tiveram o panorama de investimentos do Estado de São Paulo complementado por Wilson Mello, presidente da InvestSP.

Ele citou os planos para concessão de aeroportos, parques públicos e travessias litorâneas (balsas). E anunciou um  investimento de R$ 40 milhões da empresa francesa GreenYellow em duas cidades de São Paulo. Já o secretário estadual de
Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo, Marcos Penido, falou sobre a produção de energia solar. “São Paulo tem uma capacidade gigante. Estamos estudando a utilização de painéis fotovoltaicos para geração de energia ao metrô”, afirmou.

Julio Fontana Neto, presidente do Comitê Operacional e membro do Conselho de Administração da Rumo, foi um dos debatedores do evento. Segundo o executivo, a companhia avaliará participação em leilões das concessões da Ferrogrão e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). Também presente no debate, Fabiano Lorenzi, diretor da VLI Logística, levantou o tema da segurança jurídica, que, segundo ele, é fundamental para o segmento. “Precisamos de segurança jurídica em relação à renovação das concessões.”

Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, reforçou a importância do segmento de energia e infraestrutura para o desenvolvimento do país. “Retomando os aportes em infraestrutura teremos um alento não só para o setor empresarial, mas também para a criação de empregos, que hoje é tema prioritário”, disse.

Sobre o LIDE – O LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização de caráter privado, que reúne empresários em diversos países. O LIDE debate o fortalecimento da livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa no setor público e privado. Fundado no Brasil, em 2003, o LIDE é formado por líderes empresariais de corporações nacionais e internacionais, que se preocupam em sensibilizar o empresariado brasileiro para a importância de seu papel na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e consciente. Atualmente, o Grupo conta com unidades regionais, internacionais e setoriais, totalizando 25 frentes de atuação. Para  informações adicionais, basta acessar lideglobal.com.


Tags:, ,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

Hotel Saint Michel promove Fim de Semana de Bem-Estar

Próximo Post

Budweiser confirma atrações das próximas noites do BUD BASEMENT em São Paulo





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Hotel Saint Michel promove Fim de Semana de Bem-Estar

Entre 14 e 16 de setembro você poderá relaxar no meio da natureza O Hotel Saint Michel proporciona aos hóspedes entre...

24/06/2019