fbpx

Novidades

Drinks do Seen São Paulo para refrescar o seu Verão

Com ou sem carnaval, resort em Maceió terá muita folia em fevereiro

Carnaval Ponta dos Ganchos Exclusive Resort 2021: concertos musicais na natureza, yoga na praia e tranquilidade como o momento pede

Comida de raiz: priorizando ingrediente nativos, restaurante Apó leva experiência emotiva a sua cozinha autoral

"Ceviche de Coco Verde" é uma deliciosa sugestão refrescante da Costa do Cacau

Circuito Litoral Norte lança novo conteúdo para Canal de Youtube

GR GROUP lança primeiro empreendimento greenfield de multipropriedade em Natal (RN)

A Regent Seven Seas Cruises® anuncia a maior promoção de upgrade de suíte de sua história

Natureza do Alentejo, em Portugal, é tão fascinante quanto seu patrimônio histórico

Emirates usa sua nova aeronave A380 com classe econômica premium em voos para Londres

Janeiro no Jurerê Open Shopping terá música, atividades físicas e atrações para as crianças

Amazônico reforça os sabores da Amazônia em menu assinado por Jhosy Bittencourtt e Adriano Cucato

Vila Galé Rio de Janeiro apresenta Sala e apartamentos “Clube Nep”

6 razões para visitar Jackson Hole assim que as fronteiras dos EUA abrirem

Anguilla: uma das primeiras ilhas Covid-Free do Caribe

Verão na Mantiqueira

Ovo Beach, em Punta del Este reabre e inicia temporada de verão 2021

Recife é o destino nacional mais procurado pelos brasileiros em 2020, segundo pesquisa do ViajaNet

Verão na Mantiqueira: conheça o Botanique Hotel&SPa, em Campos do Jordão

Grand Hyatt Rio de Janeiro apresenta pacotes para o verão

Casas pequenas proporcionam grandes experiências na Nova Zelândia

Todos / Viagens / 01/12/2020

Além dessas construções produzirem menor impacto no meio ambiente, seu tamanho, que não ultrapassa os 40 m², permite que elas estejam localizadas em locais privilegiados

A pandemia da Covid-19 provocou grandes transformações na sociedade e a forma de viajar, sem dúvida, foi uma delas. Estudos mostram que no pós-pandemia, os turistas devem priorizar experiências imersivas na natureza, que provoquem uma nova percepção sobre o mundo e sobre eles mesmos, e gerem baixo impacto ambiental. Diante deste cenário, pequenas casas incrustadas em belas paisagens podem ser ótimas opções. A boa notícia é que a Nova Zelândia é cheia delas.

Além dessas construções produzirem menor impacto no meio ambiente, seu tamanho, que não ultrapassa os 40 m², permite que elas estejam localizadas em locais privilegiados, incluindo vales acidentados com vista para praias de águas cristalinas, à sombra de deslumbrantes cadeias montanhosas ou escondidas em lugares tão remotos que não podem ser acessados por carros.

Essas moradias refletem o estilo de vida kiwi, que tem uma conexão profunda com a terra, o meio ambiente e as pessoas. Na cultura maori, a palavra tiaki significa cuidar das pessoas e dos lugares, e que cuidado poderia ser maior do que abrir a porta de casa para oferecer experiências únicas em meio às belezas naturais do seu país?

Casas pequenas proporcionam grandes experiências na Nova Zelândia

Cabana no lago Wakatipu, Nova Zelândia

Localizada às margens do lago Wakatipu, na região de Queenstown (Ilha Sul), e com vista para a montanha, a cabana de 10m² foi construída por Shannon Walker e sua esposa especialmente para receber turistas. Segundo ele, a paixão pelo conceito de fazer mais com menos espaço, surgiu enquanto ele morava e trabalhava no Japão. “Esse espaço tem tudo a ver com a mentalidade minimalista”, afirma.

A casa foi construída com marcenaria e revestimento reciclados, reduzindo ao mínimo seu impacto. Apesar do tamanho, o espaço para dois hóspedes inclui cama, lareira, cozinha totalmente funcional e mesa de jantar dobrável, com pequenos toques de luxo, como pedras de massagem no chão do chuveiro, sem falar na vista deslubrante.

 Nova Zelândia

Ecoescape

O monte Taranaki, vulcão ativo na Ilha Norte, foi o ponto de partida para o projeto do engenheiro Edward Lawley, que precisava não só de uma vista especial para desfrutar do seu café da manhã, mas também de recursos para pagar seu empréstimo estudantil. Em 40 dias ele construiu o Ecoescape, que pode receber até 4 hóspedes e tem credenciais ambientais impecáveis.

A cabine com dois dormitórios é abastecida por painéis solares e turbinas elétricas, e é um lugar perfeito para quem deseja descansar em meio à natureza. Os hóspedes ainda podem fazer passeios de caiaque no lago, caminhar pelos jardins e observar os animais da fazenda que fazem parte do terreno da família.

Casa na árvore na Nova Zelândia

Cientes das belezas naturais que os cercam na costa oeste da Ilha Norte, os anfitriões Tara Wrigley and Guillaume Gignoux sonhavam em morar no alto dos pinheiros de sua propriedade. Mas só quando um construtor se hospedou ali que eles tiveram a oportunidade de transformar o sonho em realidade: eles trocaram a hospedagem pela construção de uma casa na árvore.

A vista para pastagens, mata nativa e o oceano cria o cenário perfeito para se desconectar e recarregar as energias. O local é um convite ao descanso e à contemplação a uma curta distância de carro de Raglan, a meca do surfe.

A casa, que pode receber até 3 hóspedes, tem dois andares, sofá embutido, cama futton com vista para o mar, uma pequena cozinha equipada e, na área externa, um deck com banheira de água quente ao ar livre, além de espreguiçadeiras, mesa e churrasqueira.


Tags:, ,



Elite Magazine




Post Anterior

Mighty Shots Gaea: inovação em cápsulas com grande concentração de nutrientes e composição 100% natural

Próximo Post

Dica de Natal Búfalo Dourado: Cheesecake de ricota de búfala do Bistrô Charlô





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Mighty Shots Gaea: inovação em cápsulas com grande concentração de nutrientes e composição 100% natural

A linha abre uma nova categoria de shots funcionais com uma combinação exclusiva e prática Os desafios da vida moderna,...

01/12/2020