Novidades

DUCATI LANÇA NO BRASIL A SUPERSPORT S

Automobilismo / Destaques / Homepage / Todos / 04/10/2018

A nova Ducati Supersport S chega ao mercado brasileiro com preço púbico sugerido de R$ 63.900,00, e traz esportividade com conforto para o dia a dia.

Fruto de um projeto inovador da Ducati, de estilo autêntico e assinatura versátil, a Supersport S é perfeita para o uso urbano, confortável para viagens e surpreendente no track day.

Tem como característica principal a posição mais ergonômica e relaxada para o piloto e também para o passageiro. De visual leve e compacto, a Supersport S é dinâmica, de visual inspirado na linha Panigale e com o chassi Trellis, caracteristico de alguns modelos da marca.

A Ducati SuperSport S vem equipada com suspensão Öhlins totalmente ajustável, sistema de aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) e capa para o assento traseiro.

Ágil em ruas urbanas, confortável em estradas a SuperSport S é versátil. Posições relaxadas para piloto e passageiro, boa deflexão do fluxo de ar com o visor de Plexiglas com altura ajustável e a quilometragem permitida pelo tanque de combustível de 16 litros também fazem da nova Ducati SuperSport uma boa companhia para qualquer jornada.

A versão SuperSport S vem com suspensão Öhlins totalmente ajustável, sistema de aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) e capa para o assento traseiro.

A SuperSport S tem um motor de cilindro duplo de 937 cm3 Testastretta 11°. Ele produz 113 cv a 9.000 rpm e uma curva completa de torque linear com pico de 96,7 Nm a 6.500 rpm.

Graças aos três modos de pilotagem (Esportivo, Turismo e Urbano), o temperamento da SuperSport S pode ser adaptado para garantir o máximo de aproveitamento em qualquer condição de pilotagem. Cada modo de pilotagem pode ser customizado, permitindo que a moto seja ajustada rapidamente para atender preferências e níveis de pilotagem pessoais.

O quadro da SuperSport S é o último desenvolvimento do famoso design Trellis, que explora o motor como elemento de sustentação de carga. Compacto, leve e rígido, ele tem um papel fundamental em tornar a SuperSport ligeira, mas sem deixar de ser uma máquina instintiva que pode ser pilotada por qualquer um.

A configuração de quadro inteligente desempenhou uma função crucial em manter o peso úmido em volta de um máximo de 210 kg. Uma sensacional geometria do chassis, acime de tudo a distância de 1.478 mm entre os eixos e o pneu traseiro de 180/55, fazem da SuperSport S fácil de manusear tanto em ruas das cidades quanto em curvas montanhosas, maximizando a estabilidade nas curvas e em alta velocidade.

A Ducati SuperSport S pode ser equipada com toda uma linha de acessórios Ducati Performance (alguns estão incluídos nos pacotes Sport, Touring e Urban), que permitem aos proprietários configurar a motor de acordo suas necessidades pessoais.

A Ducati Performance criou uma série de pacotes e acessórios disponíveis individualmente para trazer à tona toda a versatilidade da moto e customizá-la de acordo com o gosto individual. Tanto a versão as versões da SuperSport podem ser aprimoradas com os pacotes Sport, Touring e Urban, que também podem ser montados juntos.

O pacote Sport inclui:
o Para-lama dianteiro de fibra de carbono
o Tampa do tanque de combustível em carbono
o Kitdealavancadecompetiçãoarticulada
o Tampas em lingote de alumínio para os reservatórios de fluido de freio dianteiro e traseiro

O pacote Touring inclui:
o Pard e bagageiros laterais semi-rígidos
o Para-brisas de viagem maior
o Manoplas aquecidas

O pacote Urban inclui:
o Sistema de alarme anti-roubo
o Bolsa de tanque
o Estribos do piloto e passageiro com forro de borracha

Os acessórios disponíveis individualmente que não estão nos pacotes incluem:
o Escapamento homologado Ducati Performance da Akrapovic
o Escapamento de corrida em titânio com tubos duplos sob o assento, Ducati Performance da Akrapovic
o Amortecedor de direção ajustável Öhlins
o Proteção para mãos para a alavanca do freio
o Encaixes de retrovisores em lingote de alumínio
o Variação do assento: alto (+20 mm), baixo (-20mm) e esportivo
o Aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (somente para a versão SuperSport S)
o Capa do assent traseiro (somente para a versão SuperSport)
o Indicadores de LED traseiros
o Módulo Bluetooth para o sistema multimedia Ducati (DMS)
o Linha de componentes em carbono e lingote de alumínio.

DESIGN

Uma olhada de frente mostra que ela tem uma distinta ‘sensação familiar com a supermoto Panigale. Adicionalmente aos faróis de milha diurnos (DRL) em LED altamente distintivos, as parábolas de farol alto e baixo do farol dianteiro estão posicionadas nas sombras do conjunto, quase escondendo-as da visão frontal direta: assim como os montados nos principais modelos esportivos da Ducati.

Rebaixada, aerodinâmica e assertiva, a carenagem dianteira da SuperSport flui naturalmente para a estrutura de aço do tanque de combustível, seguindo com o esquema de cor pelo caminho inteiro até o cockpit bem projetado que abriga o painel de instrumentos em LCD. Uma tela de Plexiglas em estilo esportivo com duas diferentes configurações de altura garante uma proteção eficiente contra o fluxo de ar.

Na visão lateral, as linhas, proporções e volumes são típicas das motos esportivas Ducati, com a traseira aerodinâmica e o tanque esculpido desempenhando uma função essencial. Esse último é fixado às carenagens principal e dianteira por reforços maciços que envolvem o quadro Trellis. Cortada para revelar o coletor de exaustão e o motor, a carenagem inferior é feita para agradar os olhos, algo imprescindível em uma Ducati SuperSport.

A escrupulosa atenção da Ducati aos componentes técnicos também é vista no escapamento lateral compacto, esportivo e agrupado. A modelagem e o design rebaixado destacam o dinamismo da traseira, deixando os raios das rodas traseiras em Y claramente visíveis e proporcionando espaço em abundância para bagageiros laterais (disponíveis como acessórios).

O assento único, cujas áreas do piloto e do passageiro são destacadas pela costura contrastante e apenas uma sugestão de “encosto” para o piloto, confortável para o uso diário, mas também altamente adequada para a pilotagem esportiva. Em visão por cima, a carenagem dianteira e o tanque formam, juntamente com o formato do assento, aquela inconfundível silhueta compartilhada pelas mais esportivas motocicletas Ducati.

 

ERGONOMIA

O máximo de atenção ao triângulo ergonômico, à proteção aerodinâmica e à liberdade de movimento do piloto resultou em conforto, versatilidade e assombrosa capacidade de manuseio esportivo. A área do piloto no assento em peça única está a apenas 810 mm do solo, permitindo pisar firmemente no chão. A altura do guidão não impõe tensão desnecessária sobre os pulsos e o posicionamento dos estribos evita que os joelhos fiquem cansados, ao mesmo tempo em que maximiza o controle. O para-brisas de Plexiglas com altura ajustável pode ser posicionado em duas diferentes posições com 50 mm de deslocamento, garantindo a devida proteção contra o fluxo de ar mesmo em velocidades de estrada; é possível obter maior proteção encaixando o para-brisas de Plexiglas maior para turismo, disponível como acessório. Estribos confortavelmente separados para piloto e passageiro e um compacto e discreto silenciador lateral garante o máximo em liberdade de movimento.

Os benefícios da posição de pilotagem são evidentes tanto durante o dia-a-dia quanto em viagens de média duração, também garantindo a pilotagem esportiva plena de diversão.

A seção do passageiro no assento fica bem separada dos estribos e possui estofamento confortável. Os níveis de conforto em longa distância podem ser ampliados ainda mais com a escolha de um assento com estofamento adicional na ampla linha de acessórios; ela também oferece alças de garupa externas que dão uma aderência mais ergonômica em comparação com as alças comuns por baixo do assento.

MOTOR

A SuperSport é movida por uma versão especialmente adaptada do já renomado e apreciado Ducati Testastretta 11° 937 cm3 com cilindros duplos. Com classificação Euro 4, ele possui quatro válvulas por cilindro, um sistema de ar secundário, arrefecimento a líquido, uma taxa de compressão de 12.6:1 e medições de orifício e curso de 94 e 67,5 mm, respectivamente. O rendimento do motor tem um total de impressionantes 113 hp a 9.000 rpm (o valor de potência indicado é medido utilizando um dinamómetro de chassis) e um torque máximo de 96,7 Nm a 6.500 rpm.

Na SuperSport, o motor Testastretta 11° possui cabeçotes de cárter e cilindro reprojetados para tornar a unidade de força uma parte totalmente ressaltada do quadro; outras modificações incluem o reencaminhamento da água pelos cabeçotes e uma tampa do alternador especificamente projetada para permitir a instalação do novo sensor de engrenagem. Corpos de aceleração grandes de 53 mm – suavemente controlados pelo sistema totalmente Ride-by-Wire – permitem que o motor aproveite ao máximo a mistura ar-combustível. Além disso, este motor também possui sistemas de controle e injeção sem precedentes.

Apresentando dutos com diâmetro externo de 54 mm, o sistema de exaustão tem uma disposição 2-1-2, na qual um pré-silenciador inferior é conectado a um silenciador lateral com dois tubos agrupados extremamente compactos.

A manutenção é tão livre de preocupação quanto possível: o motor de cilindro duplo tem um intervalo de serviço de 15.000 km ou 12 meses com inspeção de folga das válvulas a cada 30.000 km.

A potência do motor é transmitida por uma caixa de marchas com 6 velocidades com um sensor de marcha projetado especificamente para permitir isso. A linha SuperSport também é equipada com a unidade de aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS), oferecida de fábrica na série SuperSport S e disponível como acessório para a SuperSport.

Possuindo controle de fiação de baixo esforço, a embreagem é do tipo deslizante com banho de óleo. A função deslizante é acionada quando a roda traseira exerce torque de resposta, reduzindo a pressão sobre os discos para garantir a estabilidade do veículo durante a redução de marcha agressiva que é típica da pilotagem competitiva.

CURVAS DE POTÊNCIA E TORQUE

Com uma curva de torque que cria potência de arrasto por toda a faixa de rotações, o motor Ducati Testastretta 11° com cilindros duplos oferece uma resposta segura a cada giro da aceleração: uma característica imprescindível em uma moto feita principalmente para uso em estrada.

A 3.000 rpm, cerca de 80% do torque máximo já está na ponta dos dedos do piloto: rotações mais altas são alcançadas com um aumento linear e decisivo do torque, chegando ao máximo de 96,7 Nm a 6.500 rpm. Além desse limite, a curva de torque é reduzida gradualmente, mas ainda permanece acima de 90% com as rotações a 9.000 rpm; a potência máxima de 113 cv é obtida por volta do mesmo ponto, a 9.000 rpm (o valor de potência indicado é medido utilizando um dinamómetro de chassis).

Na estrada, o Testastretta 11° garante abundância de potência por toda a faixa de rotações, o que significa aceleração como um chicote ao sair de cantos, menos trocas de marcha e aproveitamento inigualado da pilotagem. Mesmo na estrada, os pilotos podem usar ao máximo os 113 cv da moto, pois o motor dá a sensação tranquilizadora de controle total sobre o veículo.

Os sistemas de injeção e controle do motor foram ajustados para aproveitar ao máximo as características inatas do cilindro duplo, levando em consideração o uso provável da SuperSport. O controle eletrônico de aceleração garante a transmissão precisa do movimento do pulso do piloto para o para o motor; em seguida, ocorre uma resposta suave, sempre certa, que combina perfeitamente com a imensa versatilidade da SuperSport.

QUADRO

A SuperSport faz um excelente uso dos novos desenvolvimentos de design do quadro Trellis que exploram o motor como um elemento totalmente destacado. Ambos os cabeçotes de cilindros estão conectados ao quadro principal de aço: o subquadro do assento – novamente, feito de aço – por outro lado, é conectado somente ao cabeçote do cilindro vertical. Esta configuração resulta em um quadro altamente compacto e leve, com alta rigidez de torção, simplesmente perfeito para destacar o excelente desempenho dinâmico da SuperSport. Além disso, esta configuração de sustentação de carga de quadro mais motor ajuda a manter o baixo peso líquido, por volta de 210 kg.

Em combinação com uma geometria de direção com um garfo de 24° e trail de 91 mm, a distância de 1.478 mm entre os eixos concede à SuperSport leveza, excelente manuseio e desempenho superlativos, maximizando a estabilidade em curvas e em alta velocidade. Essas características também são evidenciadas – logo na primeira pilotagem com a SuperSport – pela escolha do pneu traseiro: de fato, o 180/55 realiza um trabalho impressionante ao combinar ótimo manuseio com uma superfície de contato otimizada. O desempenho do quadro também destacado pelo ângulo de inclinação de 48°, garantindo diversão ilimitada na estrada.

Outra fonte para o estilo da SuperSport vem dos guidões em alumínio caprichosamente forjados, colocados no garfo superior, que deixam os ajustes do garfo à vista.

Com suportes em alumínio fundido, os estribos têm um padrão para maximizar a aderência. Porém, eles podem ser substituídos por estribos com revestimento de borracha, mais adequados para a pilotagem urbana. Os estribos do piloto vêm completos com proteções para os calcanhares em alumínio. Os estribos do passageiro se conectam diretamente ao subquadro e podem ser removidos facilmente para dar à moto uma aparência mais competitiva.

Por baixo do assento há, além da caixa de ferramentas, uma conveniente porta USB à prova de água para recarregar o telefone.

SUSPENSÃO

Como todas as verdadeiras motos esportivas Ducati, a SuperSport possui suspensão ajustável e um braço oscilante unilateral fundido que leve, mas extremamente rígido, dando à moto uma aparência decididamente técnica e profissional.

Na frente, temos garfos Marzocchi de 43 mm com amortecimento e pré-carga totalmente ajustáveis. A traseira apresenta um monochoque Sachs – instalado no cilindro vertical em uma extremidade e no braço oscilante na outra – o que permite o ajuste da pré-carga da mola e do amortecimento de ressalto.

A SuperSport S apresenta um conjunto de suspensão Öhlins refinado e multi-ajustável; na dianteira, os garfos de 48 mm com revestimento maximizam a suavidade, e a traseira tem um monochoque Öhlins totalmente ajustável com um cartucho de gás integrado.

SISTEMA DE FREIO

O sistema de freio da SuperSport é, em termos de conteúdo técnico e impacto visual, muito similar aos vistos nos modelos esportivos de mais alto desempenho. Na frente, pinças radiais monobloco Brembo M4- 32 – movidas por uma bomba radial Brembo PR18/1 com reservatório separado e alavanca ajustável – comprimem dois discos de 320 mm. Na traseira, a SuperSport possui um disco de 245 mm preso por uma pinça Brembo de 2 pistões. O sistema Brembo oferece freagem potente com excelente linearidade entre a força aplicada e a freagem efetiva. Isso se traduz em responsividade imediata, resultando uma ‘sensação na ponta dos dedos’ de primeira categoria. O sistema de freio é controlado pelo sistema ABS Bosch 9MP com 3 mapeamentos.

DUCATI QUICK SHIFT (DQS)

O aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) é um sistema eletrônico derivado de competições que permite aos pilotos aumentar e reduzir a marcha sem usar a embreagem e sem precisar fechar a aceleração para aumentar uma marcha. Ele consiste em um micro-interruptor de duas vias integrado à ligação da alavanca de troca de marcha; quando, ele envia um sinal à ECU. O sistema funciona de modos diversos para aumento e redução de marchas, integrando o ajuste do avanço da faísca de ignição e da injeção durante aumentos de marcha com uma função auto-blipper durante reduções de marcha. A extensão e a duração da operação do sistema são projetadas para garantir o engrenamento das marchas sem interrupção sob todas as condições de pilotagem; durante reduções de marcha, o sistema funciona em conjunto com a embreagem deslizante. Como os aumentos de marcha podem ser feitos sob aceleração total sem o uso da embreagem, preciosas frações de segundo que de outro modo seriam desperdiçadas no fechamento da aceleração são ganhas; além disso, a estabilidade é aumentada, uma vez que a transmissão de potência fica ausente por menos tempo. A redução de marcha sem embreagem permite o engrenamento suave das engrenagens, permitindo que o piloto concentre sua atenção em frear e entrar em curvas. Este sistema não somente aumenta a emoção da pilotagem esportiva: ele também dá uma ajuda bem-vinda no tráfego urbano ou em estradas sinuosas que exijam frequentes trocas de marchas. O aumento/redução de marchas Ducati Quick Shift (DQS) é fornecido de fábrica na SuperSport S e está disponível como um acessório para a SuperSport.

PNEUS

A SuperSport S possui rodas em liga com três raios em Y com aparência agressiva, medindo 3.50 x 17 na frente e 5.50 x 17 na traseira. As rodas possuem os pneus Pirelli Diablo Rosso III, 120/70 ZR 17 na dianteira e 180/55 ZR 17 na traseira. O Pirelli Diablo Rosso III – sucessor direto do Diablo Rosso II – propicia uma pilotagem esportiva e aderência superior elevando o desempenho de pneus de rua a níveis sem precedentes. O Diablo Rosso III oferece novos perfis, materiais de última geração, construção inovadora, novos compostos e um desenho da banda de rodagem derivado diretamente do Diablo Supercorsa.

Pneus Pirelli Diablo Rosso III: garantia de máximo desempenho e de longa durabilidade em termos de segurança, resposta e aderência consistentes, inclusive na chuva. 

 

PACOTE DE SEGURANÇA DUCATI (DSP)

A SuperSport possui o Pacote de Segurança Ducati (DSP), que inclui o ABS 9 MP Bosch e o Controle de Tração Ducati (DTC). Em conjunto, eles intensificam o desempenho dinâmico, otimizam o controle e garantem níveis de segurança entre os mais altos do mercado.

SISTEMA ABS BOSCH

A SuperSport S inclui um sistema de freio Brembo controlado pelo sistema ABS 9 MP Bosch com várias calibrações com sensor interno de pressão. O ABS 9 MP Bosch evita o travamento da roda e o levantamento da roda traseira, reduzindo distâncias de frenagem e aumentando a estabilidade. O ajuste em três níveis permite que o usuário alterne de um nível para o outro selecionando o modo de pilotagem desejado: isso garante que as condições sejam ideais em qualquer condição de pilotagem. O nível 1 é recomendado para superfícies de alta aderência. Nesta configuração, o ABS Bosch fornece desempenho de acordo com o tipo de pista, operando apenas sobre a roda dianteira e desengatando a função de prevenção de elevação da roda traseira; o nível 1 não é a configuração padrão de nenhum modo de pilotagem, mas os pilotos podem associá-lo ao modo de pilotagem de sua escolha entrando no menu específico. No nível 2, o ABS Bosch também funciona sobre a roda traseira e a função de prevenção da elevação é acionada. A frenagem máxima e o controle doeseisletevmaçaãonodanríovedla3tr.asOeirsaissteãmoaobAtidBoSsBcolsochanpdo de ser desligado em qualquer Modo de Pilotagem e permanecerá desligado até a próxima vez em que a chave for virada. As configurações de fábrica podem ser restauradas facilmente com a opção “padrão”.

DUCATI TRACTION CONTROL (CONTROLE DE TRAÇAO DUCATI/ DTC)

O DTC detecta e subsequentemente controla qualquer giro da roda, aumentando o desempenho da moto e a segurança ativa. O DTC tem oito perfis ou “níveis de sensibilidade”. Cada um deles é programado com uma tolerência diferente ao giro da roda que corresponde aos níveis progressivos de habilidade em pilotagem e/ou condições de aderência (classificados de um a oito). O nível 1 reduz a intervenção do sistema a um mínimo, enquanto o nível 8 maximiza a sensitividade. A SuperSport tem uma versão otimizada do software DTC. Isso garante uma resposta fluida pela intervenção somente no avanço da fagulha de ignição, reduzindo o torque até que a aderência total da extremidade traseira seja restabelecida. Embora a Ducati defina os níveis de DTC para cada um dos três modos de pilotagem, eles podem ser personalizados individualmente e salvos para satisfazer as necessidades específicas dos pilotos. A função DTC pode ser desligada em qualquer modo de pilotagem e permanecerá desligada até a próxima vez em que a chave for virada. As configurações de fábrica podem ser restauradas facilmente com a opção “padrão”.

 

MODOS DE PILOTAGEM DUCATI

Os modos de ilotagem Ducati permitem que os pilotos escolham entre diferentes parâmetros do motor e configurações de controles eletrônicos para adaptar a moto a estilos de pilotagem individuais e diferentes condições de estrada. A SuperSport S possui três modos de pilotagem – Esportivo, Turismo e Urbano – cada um dos quais funciona com o sistema eletrônico de Ride-by-Wire (para modificar a potência e a transmissão), no ABS Bosch e nos níveis de DTC e na ativação de aumento/redução do DQS. O modo de pilotagem pode ser mudado durante a pilotagem meramente pressionando a respectiva tecla. Porém, por questões de segurança, a personalização dos parâmetros de fábrica do modo de pilotagem somente pode ser feita com a moto parada. As configurações de fábrica podem ser restauradas facilmente com a opção “padrão”.

SPORT

O Modo de Pilotagem Esportivo permite que o piloto libere todo o potencia da SuperSport. O motor oferece 113 cv com resposta imediatamente à ação da aceleração Ride-by-Wire, o DTC tem uma configuração baixa (nível 3), o ABS Bosch fica no nível 2 e a prevenção de elevação da roda traseira fica em configuração média. O DQS fica ligado.

TOURING

O modo de pilotagem Turismo garante um equilíbrio excepcional entre desempenho e conforto. O motor aplica a potência total (113 cv*), o sistema Ride-by-Wire responde progressivamente ao acionamento do torque, o DTC é ajustado para o nível médio (nível 4) e o ABS Bosch para o nível 3 para garantir o máximo de controle do freio e de estabilidade. O DQS fica ligado.

URBAN

O modo de pilotagem Urbano foi projetado para superfícies que permitem pouca aderência. A potência é limitada a 90 cv, o sistema Ride-by-Wire responde progressivamente ao acionamento do torque, o DTC intervém mais assertivamente (nível 6) e o ABS Bosch é mantido na configuração do nível 3. O DQS fica desligado.

PAINEL DE INSTRUMENTOS LCD

As luzes na parte superior do painel de instrumentos compacto da SuperSport mostram informações de neutro, farol alto e DRL; luzes de aviso adicionais destacam o status do ABS, do DTC, a intervenção do DTC, erro do motor (MIL), limite de rotações, situações de pressão do óleo e de reserva de combustível. A seção inferior, que mostra todos os outros dados, inclui uma tela LCD dominada por um gráfico de RPM semicircular que envolve o velocímetro.

Informações adicionais na tela incluem: distância total percorrida, percurso 1 e percurso 2, temperatura do fluido de refrigeração do motor, relógio e status do DQS ligado/desligado (se montado). E as informações não param de aparecer: nível de combustível, distância restante, consumo de combustível em tempo real, velocidade média e duração da viagem. O modo de Pilotagem selecionado e os níveis de ABS e DTC correspondentes são mostrados o tempo todo.

O painel de instrumentos LCD também está preparado para exibir informações relacionadas ao Sistema Multimídia Ducati (DMS); esse permite que os pilotos conectem seus smartphones com o módulo Bluetooth (disponível como acessório) e controlem algumas de suas funções com o câmbio. O painel exibe controles de reprodutor de música e conexão de fone de ouvido, recebimento de ligações e ícones de mensagens recebidas.

FAROIS E INDICADORES

O farol da SuperSport é o resultado de trabalho de design aprofundado visando reforçar as associações de estilo com a supermoto Panigale e tornar a motocicleta imediatamente reconhecível na estrada. O farol dianteiro possui Faróis de Milha Diurnos (DRL)* em LED, para garantir que os pilotos permaneçam visíveis durante o dia e seu design visualmente chamativo reforça a “sensação de familiaridade” com a Panigale. As parábolas dos faróis alto e baixo estão artisticamente ocultas nas sombras do conjunto DRL. Luzes traseiras, luzes da placa e indicadores dianteiros embutidos nos retrovisores são todos do tipo LED, e os indicadores traseiros com lâmpadas podem ser trocados por versões de LED disponíveis como acessórios.

 

PRE-VENDA COM KIT TOURING OU KIT SPORT

 

Até o dia 26 de setembro os 15 primeiros clientes que fizerem a pré-reserva do novo modelo, em qualquer uma das concessionárias Ducati no Brasil, ganharão um Kit Ducati Touring (composto de dois maleiros laterais rígidos, parabrisa alto e manoplas aquecidas) ou um Kit Ducati Sport (composto de paralama dianteiro de carbono, manetes de alumínio Rizoma, setas em LED, tampas dos reservatórios em alumínio e protetor de tanque em carbono

KIT SPORT
Para-Lama Dianteiro em carbon
Setas em LED
Manetes de alumínio Rizoma
Tampas dos reservatórios em alumínio
KIT TOURING

Set de Malas Rígidas
Para Brisa
Aquecedor de Manoplas

A promoção é válida para os 15 primeiros clientes que fizerem a pré-reserva mediante o pagamento de sinal de R$ 5 mil, e com a confirmação de disponibilidade pela Ducati do Brasil.


Tags:,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

The Lanesborough em Londres anuncia Bruce Oldfield como estilista exclusivo do hotel

Próximo Post

JAGUAR LAND ROVER CELEBRA SEU PASSADO, PRESENTE E FUTURO NO SALÃO DO AUTOMÓVEL DE PARIS





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

The Lanesborough em Londres anuncia Bruce Oldfield como estilista exclusivo do hotel

Charlotte Rampling, Rihanna, Taylor Swift, Dame Darcey Bussell e Diana, a Princesa de Gales, figuram na lista de clientes,...

04/10/2018