Novidades

Festival Vermelhos de Ilhabela divulga programação ampliada para a edição 2018

Destaques / Destaques Edição / Hobbies / Homepage / LifeStyle / Música / Todos / Viagens / 31/07/2018

Festival acontece de 4 a 18 de agosto e homenageia Leonard Bernstein e traz artistas consagrados da música clássica, jazz, MPB e dança. Ingressos já estão à venda.

Entre os dias 4 e 18 de agosto, a cidade de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, se transforma em uma das principais capitais culturais do País. Durante o mês, sempre aos finais de semana, acontece o festival Vermelhos 2018 – Música e Artes Cênicas. Promovido pelo Instituto Baía dos Vermelhos, em um teatro e um anfiteatro incrustados na Mata Atlântica e próximos à praia, o evento oferece aos moradores e turistas apresentações com alguns dos mais importantes artistas nacionais e internacionais da música clássica, jazz, MPB e da dança. Os ingressos já estão à venda.

Este ano, o Vermelhos celebrará os cem anos de nascimento do compositor norte-americano Leonard Bernstein (1918–1990), que é homenageado no concerto de abertura do festival, dia 4 de agosto (sábado, às 20h30), com a Orquestra Jazz Sinfônica e a São Paulo Companhia de Dança, sob comando de João Maurício Galindo e Inês Bogéa.

“Chegamos à quarta edição com um festival repleto de grandes atrações, que cresce a cada ano e que coloca de forma cada vez mais sólida a Ilhabela no roteiro cultural nacional, com o que há de melhor na nossa música e nas artes cênicas”, afirma Samuel McDowell de Figueiredo, diretor e fundador do festival Vermelhos.

A programação de 2018 conta com artistas como a Orquestra Tom Jobim com Nelson Ayres e Mônica Salmaso interpretando a música para o teatro de Edu Lobo e Chico Buarque, em comemoração ao Dia dos Pais (dia 12); Cida Moreira em uma homenagem aos cem anos do cinema brasileiro (dia 11); Cesar Camargo Mariano e Ulisses Rocha (17); Olivia Hime e Francis Hime (11); a Jazz Sinfônica com o saxofonista Spok (4). Na música clássica, programas como o celebrado pianista Cristian Budu toca com a Orquestra Jovem do Estado e o maestro Cláudio Cruz (18); o Quarteto Carlos Gomes em um encontro com Rosana Lamosa e Guinga (18); e o Quaternaglia Guitar Quartet (4). Outro destaque da programação é o brasileiro Thiago Soares, primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres, que se apresenta com o pianista Marcelo Bratke em um duo inédito (10).

No Jazz, o Anfiteatro da Floresta recebe, dia 4, abrindo o evento, o John Surman Trio. Considerado um dos maiores expoentes do jazz europeu, o saxofonista inglês John Surman se reuniu ao pianista brasileiro Nelson Ayres e ao vibrafonista norte-americano Rob Waring para produzir o CD “Invisible Threads”, que recebeu a avaliação máxima da Down Beat, a mais tradicional revista especializada em jazz. A programação pode ser conferida no site http://vermelhos.org.br/.

Sobre o Instituto Baía dos Vermelhos – O Instituto Baía dos Vermelhos é o mantenedor do Centro Cultural Baía dos Vermelhos. Concebido como um programa de integração social, é um complexo e uma instituição de produção e distribuição cultural que está situado próximo à Baía dos Vermelhos (nome que faz referência ao Vermelho, peixe típico da região), em Ilhabela, São Paulo. Os espaços que integram o Centro Cultural são o Teatro de Vermelhos, o Anfiteatro da Floresta e a Residência de Vermelhos, onde são desenvolvidas atividades pedagógicas que promovem a criação e a ampliação de oportunidades no campo das manifestações artísticas e culturais.

PROGRAMAÇÃO 2018 E INFORMAÇÕES ADICIONAIS

(sujeita a alterações)

4 (Sábado)

11h/Anfiteatro da Floresta – JOHN SURMAN TRIO – “INVISIBLE THREADS”

John Surman, sax e clarone; Rob Waring, vibrafone e marimba ; Nelson Ayres, piano

Lançamento do álbum “Invisible Threads”, realizado pelo John Surman Trio para a gravadora ECM na Noruega, em 2017. Considerado um dos maiores expoentes do jazz europeu, o saxofonista inglês John Surman se reuniu ao pianista brasileiro Nelson Ayres e ao vibrafonista norte-americano Rob Waring para produzir o CD, que recebeu a avaliação máxima da Down Beat, a mais tradicional e prestigiosa revista especializada em jazz.

15h/Anfiteatro da Floresta – QUATERNAGLIA GUITAR QUARTET

Christian Dozza, violão; Fabio Ramazzina, violão; Thiago Abdalla, violão; Sidney Molina, violão

Apresentação de um dos mais importantes quartetos de violão da atualidade, que se notabiliza pelo alto nível de seu trabalho camerístico e por sua contribuição para a ampliação do repertório. O repertório da apresentação inclui obras de Astor Piazzolla e Leonard Bernstein, entre outros, trazendo ainda a estreia mundial do arranjo encomendado ao grupo para a obra “Así era la dancita aquella”, de Leo Brouwer.

20h30/Teatro de Vermelhos – CONCERTO DE ABERTURA BERNSTEIN 100

Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo/João Maurício Galindo, regência; SPCD – São Paulo Companhia de Dança/Inês Bogéa, direção artística; Ulysses Cruz, direção cênica; Camila Titinger, soprano; Luciana Bueno, mezzo-soprano; Daniel Umbelino, tenor

O festival se integra às homenagens de todo o mundo ao centenário de nascimento do maestro e compositor norte-americano Leonard Bernstein, que se notabilizou por sua obra erudita, por sua atuação à frente das principais orquestras do mundo e pela obra que compôs para musicais apresentados na Broadway. O exuberante espetáculo de música e dança que abre o Vermelhos 2018 apresenta números de música instrumental, canto e dança das obras “West Side Story”, “Candide”, “Fancy Free” e “On the Town”.

5 (domingo)

11h/Teatro de Vermelhos – CONCERTO DO JAZZ AO FREVO

Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo/Fábio Prado, regência; Estefan Iatcekiw, piano; Spok, saxofone; Adelson da Silva, bateria

Juntamente com os solistas Spok, Adelson da Silva e Estefan Iatcekiew, a Orquestra Jazz Sinfônica de São Paulo explorará o legado das migrações na música das Américas e as conexões entre o jazz e o frevo. No programa, obras desde “Rhapsody in Blue” de George Gershwin e uma suíte de Duke Ellington aos frevos pernambucanos.

18h/Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Barra Velha) – QUATERNAGLIA GUITAR QUARTET

Reapresentação do Quaternaglia Guitar Quartet na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro Barra Velha. Aberto ao público.

10 (sexta-feira)

20h30/Teatro de Vermelhos – THIAGO SOARES E MARCELO BRATKE – “SUMAÚMA”

Thiago Soares, bailarino; Marcelo Bratke, piano

O primeiro bailarino do Royal Ballet de Londres, Thiago Soares, e o pianista Marcelo Bratke juntam-se em um solo for two para explorar as raízes da música e da dança no continente Americano, inspirados pelo simbolismo da grande árvore da floresta amazônica Sumaúma.

11 (sábado)

11h Anfiteatro da Floresta – SÃO PAULO PIANO QUARTET

Maria Fernanda Krug, violino; Bruno de Luna, viola; Mariana Amaral, violoncelo; Paulo Henrique Almeida, piano

O São Paulo Piano Quartet, grupo formado em 2014 por importantes instrumentistas do cenário musical brasileiro, apresentará repertório baseado em obras de Camille Saint-Saëens e Richard Strauss. O grupo já se apresentou nas mais importantes séries de música de câmara.

15h/Anfiteatro da Floresta – CIDA MOREIRA – “NA TRILHA DO CINEMA”

Cida Moreira – Canto e piano; Omar Campos – Arranjos, violões e contrabaixo; Yuri Salvagnini – Piano e acordeão; Direção artística e roteiro – Cida Moreira; Cenários – Humberto Martins

Espetáculo em referência aos 100 anos do cinema brasileiro. Baseado em uma ampla pesquisa, apresenta uma retrospectiva das mais importantes canções compostas para o cinema brasileiro desde seus primórdios. Foram reunidas por Cida Moreira em um show que rodou o Brasil e vem ao Vermelhos 2018 em razão da pertinência e beleza desse repertório, que abarca todos os gêneros musicais brasileiros.

16h/Anfiteatro da Floresta – OLÍVIA HIME E FRANCIS HIME – “SEM MAIS ADEUS”

Olivia Hime – Canto; Francis Hime – Canto e piano; Direção – Flávio Marinho

Homenagem de Olívia e Francis Hime a Vinicius de Moraes, o primeiro parceiro de Francis Hime. No espetáculo, com o formato de piano e vozes, são apresentadas músicas de Vinícius com vários de seus parceiros como Tom Jobim, Carlos Lyra, Baden Powell, Toquinho e o próprio Francis. Compositor que integrou o movimento da música brasileira iniciado com a bossa nova, Francis Hime é um dos principais protagonistas da música popular brasileira a partir dos anos 1960.

20h30/Teatro de Vermelhos – Programação a ser confirmada

12 (domingo)

11h/Teatro de Vermelhos – CONCERTO DO DIA DOS PAIS – “A MÚSICA PARA TEATRO DE EDU LOBO E CHICO BUARQUE”

Orquestra Jovem Tom Jobim; Nelson Ayres e Tiago Costa, regência; Mônica Salmaso, canto; Zé Leônidas, canto; Madrigal do Coral Jovem do Estado de São Paulo

Retrospectiva da obra musical composta para o teatro por Edu Lobo e Chico Buarque de Hollanda, dois dos mais influentes compositores de toda a história da música brasileira. Concerto aberto ao público em comemoração ao Dia dos Pais.

17 (sexta-feira)

20h30/Teatro de Vermelhos – CESAR CAMARGO MARIANO E ULISSES ROCHA

Cesar Camargo Mariano, piano; Ulisses Rocha, violão

Concerto de músicos que transitam entre os mundos da música popular brasileira, do jazz e da música erudita. O pianista, compositor e arranjador Cesar Camargo Mariano e o violonista, compositor e professor Ulisses Rocha se reúnem para uma apresentação em três partes, com concertos solos de piano e violão e o final onde se apresentarão lado a lado, reeditando a sua colaboração em gravações e outros concertos.

18 (sábado)

11h/Sala do Porão – QUARTETO CARLOS GOMES, ROSANA LAMOSA E GUINGA

Cláudio Cruz, violino; Adonhiran Reis, violino; Gabriel Marin, viola; Alceu Reis, violoncelo; Rosana Lamosa, canto; Guinga, violão e canto

Formado para difundir a música brasileira e contemporânea, o Quarteto Carlos Gomes se reúne a Rosana Lamosa, uma das mais importantes sopranos brasileiras, na interpretação de obras de Carlos Gomes; e também a Guinga, um dos mais reverenciados compositores da atualidade, em uma apresentação com arranjos inéditos de Paulo Aragão, que celebra o encontro da composição e música de câmara com a música popular.

15h/Anfiteatro da Floresta – Leila Pinheiro – Leila Pinheiro – canto e piano

Uma das intérpretes mais respeitadas e de maior prestígio do cenário musical brasileiro, Leila Pinheiro explora um repertório de clássicos inesquecíveis da MPB, ao lado de releituras de sucessos dos mais diversos gêneros.

18h/Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda (Centro da Vila) – QUINTA ESSENTIA

Gustavo de Francisco, Renata Pereira, Francielle Paixão e  Pedro Ribeirão, flautas doces. Concerto que apresenta um dos principais grupos de câmara da atualidade e um dos mais significativos representantes da flauta doce no Brasil. Programação aberta ao público.

18h/Teatro de Vermelhos – CONCERTO DE ENCERRAMENTO – “A SAGRAÇÃO DA PRIMAVERA”

Orquestra Jovem do Estado de São Paulo; Cláudio Cruz, regente; Cristian Budu, piano

O concerto de encerramento do festival terá a Orquestra Jovem de São Paulo sob a regência do maestro Cláudio Cruz, apresentando o Concerto para piano de Schumann, na premiada interpretação de Cristian Budu, e a “Sagração da Primavera”, obra de Igor Stravinsky que no início do Século XX ilumi.


Tags:,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

Hotel em Ilhabela: Real Villa Bella encanta a todos na melhor localização

Próximo Post

Sunny Isles Beach Miami oferece pacotes para quem busca tranquilidade





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Hotel em Ilhabela: Real Villa Bella encanta a todos na melhor localização

Hotel em Ilhabela: um espetáculo de bom gosto pela sua graça, beleza e população em extrema harmonia com a natureza. Por...

31/07/2018