Novidades

Marina Ruy Barbosa, Gustavo Kuerten, Leo Picon e Paulo Gustavo com Monica Martelli são as capas de dezembro da GQ Brasil

Destaques / Homepage / Todos / 30/11/2018

Revista, que chega às bancas no dia 30 de novembro, destaca o 8º Prêmio GQ Men of The Year (MOTY), que fala de mudança, novos rumos, novos tempos e novos nomes

Protagonista de “O Sétimo Guardião” (novela da faixa das 21h, na TV Globo), Marina Ruy Barbosa é uma capas da GQ Brasil de dezembro/janeiro, que chega às bancas nesta sexta-feira (30.11). Ela ostenta o título de Mulher do Ano pelo prêmio GQ Men of The Year (MOTY). Gustavo Kuerten, ídolo do esporte transformado em ícone, o empresário-millennial Leo Picon, que se tornou um dos mais bem-sucedidos self-made man do Brasil, e a inseparável dupla hiláriaPaulo Gustavo e Mônica Martelli estampam outras três versões de capa – todos vencedores do MOTY 2018.

De volta às telinhas em horário nobre depois de ter atuado em “Deus Salve o Rei”, com alguns filmes em curso e uma coleção-cápsula recém-lançada, Marina alça novos voos. “Tive momentos em que não acreditei em mim, medos, inseguranças, início de síndrome do pânico. Mas passou. Entendi que eu era, sim, capaz e que tinha sempre que me manter firme para realizar meus sonhos. Não podia deixar nada nem ninguém me parar. E eu não vou deixar”, reforça Marina. “Sabem tanto de mim que até me assusto. Mas muita gente acaba pensando que sou frágil e doce [risos]. Sou canceriana. Claro que sou supersentimental, mas sou muito certeira naquilo que acredito e no que quero”, revela.

O anuário dedicado ao prêmio desvenda a carreira de Gustavo Kuerten e mostra como ele se tornou um Ícone GQ (no Esporte). “A relação do brasileiro é com o resultado, não com o esporte. Isso é cruel, desumaniza o atleta, se ele ganha é endeusado, se perde é execrado”, diz Guga. O atleta, que ganhou o apelido de labrador humano, mantém uma instituição de atendimento a 700 crianças carentes por meio de clínicas de esporte, reforço escolar e apoio a deficientes físicos (seu irmão mais novo, Guilherme, tinha paralisia cerebral e morreu em 2007). “Tenho convicção de que fui privilegiado, tive condições que poucos têm sem precisar fazer muito além de me dedicar à minha missão”.

Dono de hamburgueria, produtora audiovisual, marca de roupas e balada e agora Personalidade Digital escolhido pelo MOTY. A rotina do empreendedor Leo Picon se iguala à de artistas. “Tenho várias empresas, mas não me sinto trabalhando toda hora”, diz. Para ele, o caminho ao pote de ouro dos likes e views é monetizar coisas que já estão presentes na sua vida. “Já ia à balada toda quarta-feira, customizava minhas camisetas, fazia vídeos e comia muito hambúrguer. Por que não colocar dinheiro nisso?”, reflete.

Prestes a estrear o filme “Minha Vida em Marte”, cuja história se passa oito anos depois do primeiro longa, Mônica Martelli é protagonista, autora e produtora da sequência do longa de 2014 ao lado do amigo Paulo Gustavo. Ambos, foram os vencedores do MOTY na categoria Entretenimento. “As pessoas não tiveram olhos para nós, não nos encaixávamos num padrão. Foi um tempo tentando me encaixar, me enquadrar num lugar que não era meu”, reflete Mônica sobre a peça “Os Homens são de Marte…”, que conseguiu transportar para os cinemas e para a TV (em sua 4ª temporada), no canal pago GNT, onde é uma das apresentadoras do programa “Saia Justa”.

Para Paulo Gustavo, 2019 já começou. Com uma série de trabalhos para gravar e estrear, entre as prioridades está o terceiro longa de “Minha Mãe é Uma Peça”, previsto para o fim daquele ano. “O teatro me deu independência, devo tudo a ele. Faço TV e cinema quando posso”, afirma, dizendo que negou recentemente papel em “O Sétimo Guardião”. Casado há cinco anos com o dermatologista Thales Bretas, o segredo está na parceria. “Dificilmente brigamos. É saber lidar com as diferenças e respeitar espaços, opiniões. Somos amigos e queremos dar passos maiores, como ter filhos e morar fora do país”, conta ele. “Relação amorosa é mais habilidade do que entusiasmo”, decreta.

FICHA TÉCNICA – CAPA

Gustavo Kuerten (Texto: Natalia Leão | Foto: Pedro Dimitrow); Leo Picon (Texto: Daphne Ruivo | Foto: Pedro Dimitrow);Marina Ruy Barbosa (Texto: Ademir Corrêa | Fotos: Gil Inoue); Paulo Gustavo e Mônica Martelli (Texto: Matheus Evangelista | Foto: Fabio Bartelt, do Monster Photo). Todos os stylings são assinados por Marcio e Flaminio Vicentini.

VENCEDORES – Veja a lista completa:

  1. Alberto Landgraf (Gastronomia)

  2. Alexandre Birman (Moda Nacional)

  3. André Namitala (Revelação na Moda, com a Handred)

  4. Ariel Lambrecht, Renato Freitas e Eduardo Musa, da start-up Yellow (Inovação)

  5. Claude Troisgros (Empreendedorismo)

  6. Edu Lyra (Responsabilidade Social)

  7. Frederico Trajano (Liderança)

  8. Gui Siqueira (Estilo)

  9. Gustavo Kuerten (Ícone GQ)

  10. Kondzilla (Música)

  11. Leo Picon (Personalidade Digital)

  12. Marina Ruy Barbosa (Mulher do Ano)

  13. Oskar Metsavat (Sustentabilidade)

  14. Paulo Gustavo e Monica Bartelli (Entretenimento)

  15. Rodrigo Teixeira (Cinema)

  16. Zeca Veloso (Revelação)

  17. Leo Picon (Homem Audi do Ano – Escolha da Audiência)

Para ler as entrevistas, acompanhe gq.globo.com ao longo do mês de dezembro.

GUIA DO VERÃO 2019
A revista também traz, em suas páginas, um manual do que fazer na estação mais quente do ano, com roupas e acessórios, dicas para turbinar seu churrasco, onde ir nas férias (com hotspots no Brasil, do litoral norte ao nordeste Brasileiro, passando pelo Uruguay e experiências em alto mar a bordo de um cruzeiro luxuoso pelo Caribe ou pelo primeiro buffet-barco dos trópicos brasileiros), uma seleção de bebidas para contemplar a estação: de vinhos de piscina a gin para o pôr do sol e um apanhado de restaurantes paulistanos com crudos (opções nuas e cruas). Tudo acompanhado de uma trilha sonora selecionada por Marcelo Falcão (do grupo O Rappa). Fora o Guia, a publicação tem uma entrevista com Maya Gabeira na seção Mulher da Vez e o maximalismo de Sig Bergamin, no Essencial.

SOBRE A GQ
Lançada em 1957 nos Estados Unidos e presente em 18 países, a GQ se consolidou como o guia essencial de estilo, cultura e lifestyle do homem brasileiro sofisticado, oferecendo o melhor do universo masculino na revista mensal, tablet, site e aplicativos para smartphone. Desde seu lançamento no Brasil, em 2011, a GQ é a publicação masculina com o maior número de anunciantes de relógios no país, ganhando inclusive especiais com o tema na revista. O Prêmio GQ Men Of The Year, cerimônia de premiação das personalidades masculinas (e uma mulher) que mais se destacaram no ano, celebrou em 2017, sua sétima edição. GQ foi eleita por três vezes a melhor revista masculina do Brasil pelo Prêmio Veículos de Comunicação. A revista tem circulação de mais de 15 mil exemplares.


Tags:, , ,



Elite Magazine
A Revista Elite há 18 anos cria e acompanha as tendências do mercado de luxo.




Post Anterior

(carros) Velozes e (pratos) deliciosos

Próximo Post

Viajar para a Noruega vai ficar ainda mais fácil em 2019





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

(carros) Velozes e (pratos) deliciosos

Sabores do mundo com generosas referências à cozinha brasileira dão o tom ao criativo menu do 911, novo restaurante nos Jardins comandado...

30/11/2018