fbpx

Novidades

Santuário do Caraça é destino concorrido em Minas Gerais

Quatro lugares para visitar em Angola por Camila Silveira

Botanique Hotel & SPA: para fugir da aglomeração e curtir a natureza

Irina Shayk apresenta a linha Invisible Touch da Intimissimi em campanha

Hotel Casa da Montanha, em Gramado, apresenta sua Extraordinária Casa de Natal e programação para o fim do ano

Locais para se isolar e curtir o verão no litoral norte de São Paulo

Onçafari e Legado das Águas anunciam parceria para monitoramento de felinos na Mata Atlântica

Blue Tree Towers Fortaleza abre as portas em 21 de outubro

Room Office com lazer nos resorts da Rede Bourbon

10 harmonizações com saquê para viajar pelo mundo sem sair de casa!

Subiu a serra! Tradicional no litoral norte, Sorvetes Rochinha chega a Zona Norte

Japan House São Paulo apresenta Japonésia, uma expedição no Japão pelo olhar de Naoki Ishikawa

Artista paulista Robinho Santana assina a maior empena de arte do país

Bares, restaurantes e hotéis inovam em iniciativas e experiências ao consumidor

Levi’s e FARM apresentam primeira coleção em parceria com doação de 14.000 árvores para ONGs

Txai Resort Itacaré apresenta Bangalô Morro

Um pedacinho da Europa na Terra da Maçã: conheça o Hotel Boutique Castelo

Blue Tree Thermas de Lins, no interior de São Paulo, terá programação arrepiante de Halloween

Bvlgari lança seu e-commerce no Brasil e anuncia doação para a AMIGOH

Participant Capital torna possível o investimento em imóveis nos Estados Unidos

Queijo & Vinho: aprenda as melhores harmonizações dessa famosa combinação com a Evino

Destaques / Gastronomia / Homepage / NightLife / Todos / 26/06/2020
Todo mundo já sabe que o vinho pode ser degustado em todas as estações do ano: se está mais calor, um branco ou rosé podem ajudar a refrescar, e se está frio, um bom tinto aquece a alma. E é no inverno que a bebida acaba recebendo um maior destaque. Então, para você aproveitar a estação, Jessica Marinzeck, sommelière da Evino, listou quatro harmonizações que considera essenciais entre queijos e vinhos, a dupla famosa no universo da bebida de Baco.

Brie e Chardonnay

“Eu acho fundamental ter um queijo de pasta mole, seja ele o brie ou a burrata, e sabor mais sutil numa tábua de queijos. O brie, pra mim, é daqueles queijos que não dá vontade de parar de comer. Sugiro que, se comprar a peça inteira, deixe 5 minutos no forno para dar uma leve derretida e ter uma opção quente nessa tábua,” indica Jessica.

Pães do tipo sourdough, como o pão italiano, caem muito bem com esse tipo de queijo, pois ambos são mais levinhos, formando assim uma combinação muito agradável. Para harmonizar, a sommelière sugere um vinho branco à base de Chardonnay e passado em barrica, como o Edoné Cuvée de María Extra Brut . Para quem não dispensa um tinto, Jessica afirma que rótulos feitos com a uva Pinot Noir também podem equilibrar combinação.

“Uma dica que enriquece ainda mais a experiência é juntar um damasco ou geléia de pimenta como acompanhamento”, completa.
Parmesão e Tempranillo

Queijos de pasta dura também são indispensáveis nessa ocasião. “Aqui, sugiro o Parmesão que é mais fácil de ser encontrado, mas quem gosta de se aventurar pode substituir pelo Manchego. Esses queijos possuem um alto teor de sal, portanto vinhos tintos podem cair melhor”, explica a sommelière.

Escolha alguns coringas, como os feitos com as castas Tempranillo ou Garnacha, como o Petit Verum Tempranillo e o Petit Verum Garnacha , e aposte no pão italiano ou cream cracker como acompanhamento, além de amêndoas e azeitonas pretas.

Provolone e Pinot Noir

Um queijo defumado, como o provolone ou cheddar, e de sabor mais acentuado também é uma boa pedida para tábua de queijos. Aqui ele pode ser servido tanto em temperatura ambiente ou até colocado na grelha.

“No caso do queijo provolone, que é um pouco mais gorduroso, prefira vinhos com um pouco mais de acidez, como por exemplo aqueles feitos com a casta tinta Pinot Noir ou Chardonnay, ambos passados em barrica para aguentar os sabores acentuados desse queijo”, explica Jessica. Uma sugestão da sommelière é o Richebois Pinot Noir Vieilles Vignes 2018 .

Uma baguette é um ótimo acompanhamento, assim como nozes, que são mais sequinhas e podem equilibrar com a oleosidade do queijo.

Gorgonzola e Primitivo

“Essa é harmonização para quem gosta de sabores marcantes”, afirma a sommelière. Queijos azuis, como o gorgonzola e o roquefort, têm um sabor bastante acentuado e pedem vinhos também com mais personalidade, por isso tintos feitos com a casta Primitivo, como o Miliasso Primitivo di Manduria 2018 , podem ser uma boa combinação.

“Para quem gosta de ousar na degustação, é possível ir mais longe e apostar numa harmonização de opostos, unindo o salgado do queijo com algo mais docinho, como o Vinho do Porto ou algum outro vinho de sobremesa”, diz Jessica.

Algumas uvas como acompanhamento podem cair bem. Pães mais neutros, como a baguette, e cream crackers, também são uma boa opção.

Sobre a Evino

Um dos maiores e-commerces de vinho do Brasil. Começou a operação em 2013 com o objetivo de compartilhar a paixão pelo vinho – e também o desejo de descomplicar a bebida, oferecendo a melhor relação de custo-benefício do mercado. Negocia diretamente com os produtores para fornecer rótulos para todos os gostos e bolsos. Com novos rótulos em seu catálogo todos os meses, a Evino lançou o primeiro app de venda de vinhos no Brasil e oferece um clube de assinatura a preços acessíveis.

Tags:



Elite Magazine




Post Anterior

Italian Roads: a nova coleção-capsula de óculos masculinos da Salvatore Ferragamo

Próximo Post

Rede Decameron lança campanha de Biossegurança e Higiene pós Covid-19





Você também pode gostar de



0 Comentários


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Mais histórias

Italian Roads: a nova coleção-capsula de óculos masculinos da Salvatore Ferragamo

Salvatore Ferragamo apresenta sua nova coleção-cápsula de óculos masculinos para a primavera/verão 2020 Uma viagem...

26/06/2020